A DEFINIÇÃO DE BELEZA DE RAFAEL QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Acontece na Galeria de Arte do Centro Cultural Fiesp, a exposição “Rafael e a Definição da Beleza, da divina proporção à graça“. Com idealização e curadoria de Elisa Byington, produção arquitetônica e expográfica de  Lídia Kosovski e Marcelo Lipiani, e identidade visual de Antonia Ratto.

Rafael e a Definição da Beleza, da divina proporção à graça” traz à tona a reflexão sobre a conceito de beleza e sua transformação, contribuindo  para um debate sobre o que é considerado belo dentro dos nossos conceitos contemporâneos,  e de como esse padrão foi construído ao longo do tempo. Focada na trajetória artística de Rafael – o grande renascentista – a exposição engloba suas contribuições técnicas e inspiração criativa para a história da arte.  

Ator principal do período celebrado como a nova Idade de Ouro para as artes, Rafael foi o mais jovem da trindade encabeçada por Leonardo da Vinci e Michelangelo, considerado o mais perfeito dentre eles, e que foi capaz de unir a forma da estatuária clássica à naturalidade da expressão humana, interpretando o modelo de classicismo que se desejava – uma síntese especial de beleza, elegância, e naturalidade, chamada de graça pela crítica da época.  Seu ideal de beleza inovador é considerado de forma unânime, perfeita entre os modelos da antiguidade clássica e a expressão humana.

Dividida em oito ambientes denominados como: A Divina Proporção; Virtudes da Imitação; Idade do Ouro; Um Nova Beleza; Invenção e Execução; Instrumentos da Fama; A Fortuna das Tapeçarias; e A Difusão da Maneira. Cuidadosamente pensados e projetados, de maneira que, quem adentra o local sente-se caminhando em uma linha do tempo que  possibilita o visitante acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos de Rafael no período Renascentista.

O que chama a atenção é a maneira  que seus trabalhos foram expostos, e infundidos em uma ambientação  que foi pensada, de forma a fazer com que o visitante sinta-se pisando em solo italiano. O destaque especial da exposição está na projeção da Escola de Atenas, que foi estruturada de forma a seguir as escalas dimensionais da pintura original de Rafael, abrigada originalmente no salão Stanza della Segnatura, no Vaticano.

A exposição perdura até 16 de dezembro na Galeria de Arte do Centro Cultural Fiesp, com entrada gratuita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s