Entenda o que são Cidades Criativas?

Você  sabe o que define uma Cidade Criativa?  Para a Rede Cidade Criativa da Unesco, as cidades criativas buscam promover o desenvolvimento urbano sustentável a partir do compromisso com a criatividade e a cultura.

Cidade Criativa, como já diz em seu nome, é aquela cidade que bebe da fonte dos talentos das pessoas que vivem nesta cidade. E são estas pessoas que formam esta cidade e a partir disto elas conseguem  reinventar a cidade, fazer como que ela encontre soluções para o seus problemas, e gere mais qualidade de vida para os seus habitantes. Mas para gerar estes resultados é preciso que a cidade olhe pra si mesma, para que possa assim entender as suas singulariedades, ou seja, o que faz com que ele seja aquilo que ela é, e assim conseguimos projetá-la para que ela seja aquilo que desejamos.

Para o arquiteto e urbanista Jorge Wilheim a Cidade Criativa é uma cidade que cria um ambiente propício  à criatividade. A cidade em si é uma criação,, talvez uma das mais importantes criações da cultura do ser civilizado, mas o importante na cidade é que ele crie uma atmosfera propícia e atraente para que os criadores possam realmente desempenhar sua função de criação.

Para Mario Munhoz, também arquiteto, a cidade é um organismos vivo que esta em constante transformação, onde há sempre uma produção no âmbito territorial.Para ele a ideia de Cidade Criativa, de Economia Criativa e Indústria Criativa  ilustra-se em um desenho da cidade que vai se transformando e aos mesmo tempo inclua a dimensão de cultura no sentido da rede de relações que existem entre as pessoas deste local.

Em 31 de outubro do ano passado,  a Rede de Cidades Criativas da UNESCO elencou 64 cidades de 44 países como cidades mais criativas do mundo.  Ambas possuem ações de promoção, inovação e criatividade como principais impulsionadores de um desenvolvimento urbano mais sustentável e inclusivo.

Na ocasião quatro novas cidades brasileiras foram incluídas: Brasília, com destaque para o Design;  Paraty (RJ) com destaque para a gastronomia; João Pessoa (PB) destacando-se pelo artesanato e artes folclóricas, e Santos com destaque para o cinema.

Desde 2004, a Rede de Cidades Criativas da UNESCO ressalta a criatividade de seus membros dentro de sete áreas temáticas: Artesanato e Artes Folclóricas, Design, Cinema, Gastronomia, Literatura, Artes Midiáticas e Música. Atualmente, conta com um total de 180 cidades em 72 países.


Apesar de diferenças geográfica, demográfica e economicamente, todas as Cidades Criativas se comprometem em desenvolver e compartilhar bons costumes inovadores para promover as indústrias criativas, fortalecer a participação na vida cultural, e integrar a cultura às políticas de desenvolvimento urbano sustentável.

 

A próxima Reunião Anual da Rede de Cidades Criativas está previsto para junho de 2018, em Cracóvia e Katowice (Polônia).

 

TAGS: Cidades Criativas, Economia Criativa, Indústria Criativa, Jorge Wilheim, Mario Munhoz.

 

FONTES:

http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/64_cities_join_the_unesco_creative_cities_network/

https://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/destinos/2017/11/cidades-criativas-da-unesco-3-brasileiras-sao-eleitas_151166.html